Gestão híbrida e inteligente: qual a sua importância e por que implementar?

A transformação digital não é uma novidade, assim como as mudanças de comportamento do consumidor, os avanços da tecnologia, o mercado competitivo cada dia mais desafiador e a velocidade da informação. É preciso buscar informações, aprender, aprofundar-se. Mas também tomar decisões rápidas.

O período pós-pandêmico global tornou fundamental que as empresas sejam capazes de acompanhar as tendências de negócio, investir em melhorias e resiliência organizacional.

Se você administra ou controla a gestão financeira de uma empresa no Brasil (independente do porte) e está por dentro dos diferenciais de concorrência no mercado, sabemos que deseja para a sua empresa mais flexibilidade, mobilidade, segurança e autonomia para gerir seus processos, operacionais ou estratégicos.

Muitas empresas aderiram às tendências de trabalho flexível, portanto, o acesso às ferramentas de trabalho precisa ser fácil e seguro – seja em escritório, home-office ou qualquer outro lugar do país ou mundo.

Essas novas tendências e dinâmicas de trabalho tornam necessário um sistema de gestão empresarial (ERP) totalmente integrado – E que acompanhe o desenvolvimento do seu negócio, através de inovação, planejamento, gestão e administração de todos os processos.

Revisando práticas atuais

Os novos modelos de negócios giram em torno de um fator prioritário: o tempo. Independente da meta estabelecida (fornecer serviços que tragam a melhor experiência para o cliente ou a análise e processamento de dados com base na experiência de colaboradores, por exemplo), as práticas de negócio têm se atualizado constantemente.

10 motivos essenciais para implementar a gestão híbrida

1. Controle de Fluxo de Caixa e DRE

O fluxo de caixa auxilia no planejamento estratégico dos recursos de uma forma mais adequada. É importante a adesão de um ERP que possua visão 360º de todos os processos financeiros (Recebimentos, gestão de pagamento a fornecedores, custos pontuais, fixos, dentre outros) para que problemas possam ser identificados e corrigidos em tempo hábil.

O controle financeiro por DRE traz de forma resumida as operações realizadas pela empresa durante o ano. É feito um balanço das contas de receita, despesas, custos, provisões, investimentos, tudo resultando no resultado líquido da empresa naquele período específico.

2. Estabelecer novos negócios e manter renovações de contrato

Associado à gestão do fluxo de caixa, o aumento de receita pelo desenvolvimento dos negócios se divide em: Estabelecer relacionamento com novas empresas e garantir renovações de contratos ou projetos com os clientes existentes. Para isso é fundamental que se faça:

Gestão de clientes e oportunidades: Garantir uma comunicação eficaz – aproveitando-se dos insights durante a análise, proposta ou entrega – garante não só a eficácia das vendas, mas também da pós-venda.

Transformação digital: Essencial para estabelecer novos níveis de gestão, obtenção e análise de dados, estudo de estratégias e objetivos da empresa.

Precificação correta de produtos e serviços: A atribuição de valor relacionada ao desenvolvimento, dedicação da equipe, esforço de trabalho e a qualidade do produto ou serviço oferecido causa o engajamento necessário para que a excelência e rentabilidade sejam atingidas.

3. Coordenação correta entre departamentos

O departamento financeiro sempre desempenhou uma função complexa. Gestão de folha de pagamento, frequência, departamento fiscal, processos de colaboradores, etc. Atualmente esse setor vem se tornando cada vez mais estratégico, priorizando a eficiência e qualidade dos processos.

4. Aprimorar a retenção de talentos

Assunto muitas vezes negligenciado por gestores – principalmente em um período em que tivemos distanciamento social, medidas restritivas e modelos de trabalho híbridos foram adotados – O trabalho de valorização e retenção de talentos aumenta as chances de êxito nos negócios, afinal, os colaboradores são parte essencial nas tarefas diárias da empresa. Para essa tática utiliza-se alguns elementos:

Recrutamento assertivo: Entender a cultura organizacional da empresa, os perfis de vaga e profissional desejados e a seleção de bons profissionais.

Reter e aumentar a equipe: Apostar em uma gestão de talentos consistente em todos os processos (Recrutamento, onboarding, desenvolvimento, definição de metas e remuneração justa) mantém a equipe motivada e traz retorno positivo de representatividade para a empresa.

Benefícios e clima organizacional: Um ambiente agradável, debates, comemorações, entre outros. Diversas ações são capazes de tirar o foco apenas do trabalho e gerar uma atmosfera empática para o colaborador. Aliadas à adoção de benefícios que se justifiquem na preocupação corporativa com o bem-estar físico e mental de sua equipe (Convênios, educação profissional, vales, premiações, clubes de vantagens), são medidas que diferenciam empresas daquelas que adotam somente benefícios-padrão.

5. Inovação e tecnologia

Estar conectado com as principais tendências digitais para o seu segmento é um diferencial para qualquer negócio. Otimizar tempo, aumentar performances e reduzir custos são prioridades de empresas que desejam se destacar no mercado.

A implementação de armazenamento em nuvem cresce em ritmo ascendente desde o ano passado, ainda que o cenário econômico global traga um futuro tão desconhecido. O modelo híbrido de trabalho vem se estabelecendo cada vez mais, e isso faz necessário que se tenha à disposição uma infraestrutura moderna, flexível e eficaz, que lhe permita o acesso fácil a informações de qualquer lugar, a qualquer hora.

A tecnologia não impulsiona somente o aumento da receita de empresas (independente do porte), mas inova e transforma sua forma de operar.

Aplicativos que não são integrados entre si trazem uma diminuição considerável na produtividade e pouca confiabilidade no armazenamento de dados e informações. Adotar uma plataforma única de gestão que unifique soluções de mercado pode auxiliar na automatização de processos.

6. Expansão dos negócios sem perder a qualidade

Buscar o crescimento empresarial sem interferir na qualidade do serviço ou produto oferecido. Aparentemente fácil – devido às inúmeras inovações tecnológicas disponíveis – mas com o atual contexto econômico no qual o mundo vem sendo exposto, é preciso querer melhorar indicadores, otimizar processos, efetuar contratações certeiras e se diferenciar no mercado competitivo.

7. Reduzir custos

A crise decorrente da pandemia trouxe mudanças e também ensinamentos quando se trata de gestão empresarial: Fazer cada centavo valer, o que implica em aumentar a produtividade, como vemos logo a seguir.

8. Aumentar a produtividade

É importante incentivar cada membro da equipe e cada recurso investido a entregar seu melhor resultado, o que impacta positivamente nos negócios.

Produzir mais nem sempre significa trabalhar em dobro. É possível ser produtivo eliminando obstáculos e falhas que influenciam na qualidade do serviço prestado. Não se trata somente de possuir uma visão – A empresa precisa possuir a capacidade de expandir essa mesma visão e suas estratégias – Oferecendo às suas equipes o apoio necessário para que executem suas funções de maneira mais fluída, segura e transparente.

9. Fidelizar Clientes

É uma tarefa árdua – Garantir que os clientes não saiam, e ainda adquirir novas contas através de indicações. Uma vez que o cliente tenha vivido uma experiência satisfatória, sua empresa pode fidelizá-lo por anos, e ainda existem grandes chances desse cliente fazer indicações, o que é essencial para a lucratividade da empresa.

10. Estabelecer uma maior competitividade no mercado

Uma somatória de todos os fatores que já trouxemos neste artigo (gestão de caixa eficiente, retenção de talentos, qualidade constante, aumento de produtividade, redução de custos, inovação, fidelizar clientes) é mais do que suficiente para tornar sua empresa competitiva no mercado.

Essa busca pelo mercado competitivo deve ser consistente. Estudar a concorrência e buscar melhorias é um desafio diário de qualquer organização.

Organize seu negócio, defina suas estratégias e as execute com eficácia e resiliência, tendo como principal aliada a tecnologia.

Os avanços tecnológicos conquistados pelos sistemas de gestão corporativa na última década revolucionam o mercado e a forma com que as empresas conduzem seus negócios.

O mercado competitivo atual não permite erros, o que torna essencial para as empresas a agilidade no armazenamento de dados e no atendimento da demanda estabelecida pelo mercado visando superar a concorrência. É aí que entram as novas tecnologias de gestão, que trazem vantagens para as organizações de qualquer porte.

O SAP Business One é um sistema de gestão empresarial desenvolvido especialmente para empresas que buscam constante crescimento e evolução no mercado. Ele traz consigo os principais recursos e funcionalidades para tornar a gestão empresarial simples e eficaz.

A plataforma permite mais de 500 soluções integradas e certificadas, desenvolvidas por parceiros que garantem maior adequação aos requisitos específicos de cada empresa – Com expertise em mais de 25 segmentos.

Toda empresa precisa de garantias: Seja de alta performance, agilidade e segurança de dados. Seja o diferencial que o mercado precisa! Entre em contato com um de nossos especialistas e saiba como o SAP Business One pode elevar sua gestão empresarial a um novo patamar.

Conheça as histórias de sucesso de quem inovou com a gente

Saiba como a Okser ajudou clientes por todo o país a reinventar a forma de gerir seus negócios com a tecnologia do SAP Business One.

Sua empresa está crescendo e novos desafios estão surgindo

Fale com um dos nossos especialistas e saiba como levar a sua gestão a um novo patamar.

Quero falar com um especialista